quinta-feira, 3 de novembro de 2011

AMAR É... SE ESCANGALHAR DE RIR JUNTOS

Como seres humanos, vibrantes e apaixonados sempre buscamos respostas externas para os dramas e as delícias particulares. Pesquisas e afins pululam na internet e às vezes os tomamos como verdades únicas.
Eu penso que isso é burrice. Vai saber o que é satisfatório para mim ou para você? Para entender o amor, é preciso muito mais, claro, é preciso mergulhar numa mistura de ciência e poesia, de concreto e abstrato, de certo e errado.
Mas tem uma característica presente nos casais felizes que, para mim, é essencial: eles se divertem juntos. Riem e são cúmplices até nas piadinhas. Têm tiradas que só eles entendem e partilham, provavelmente extraídas de filmes que assistiram. Casais felizes choram de tanto rir juntos.

Fico lembrando do Thi e dos meus constantes ataques de bobeira. Aquelas coisas nada com nada, que eu invento ou escuto, e que vira motivo para piada (Tipo “OK!”, “E o pintinho piu”, “Pônei maldito!”, “Vou comer sua cabeça, estúpida”, dentre outras). Ontem, numa conversa com o Thiago sobre os nossos planos e sobre o que sentimos, ele me disse : “Olha, você não imagina como sou feliz, como finalmente posso ser eu mesmo, ter a minha idade. Nossa relação é muito leve e a gente se diverte muito juntos.” E se somos felizes, isso tem que ser verdade, não tem?

Pensei nos relacionamentos frustrados à minha volta, de pessoas proximas a mim ou nem tanto, e por que não, nos relacionamentos que tanto eu quanto o Thi tivemos. Todos parecem padecer da mesma ausência crônica de humor, da incapacidade de usufruir do riso como uma manifestação de cumplicidade, prazer e autenticidade.

Boa parte da minha felicidade hoje deve-se à essa intimidade do riso, que torna vários dos nossos momentos inesquecíveis. Aqueles momentos em que necessariamente teríamos que ser sérios, ou não, por qualquer bobagem. Nós rimos o tempo todo, de qualquer coisa ou situação, e não é aquele riso histérico e sem noção é o riso de satisfação por estarmos juntos.

Bom Thiago, hoje, quase as vésperas de completarmos seis meses, eu te digo que a cada dia que passa, tenho mais motivos pra sorrir, e que quase sempre eles me remetem a você. Te amo gatinho, meu namorado, meu noivo, meu sorriso mais lindo. Obrigada por tudo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário